Prefeitura de São Luís – MA abre Concurso Público com 822 vagas

A Prefeitura de São Luís, no Estado do Maranhão, anuncia a abertura das inscrições do Concurso Público para o preenchimento de 822 vagas de profissionais que vão atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação (SEMED).

As oportunidades são para os seguintes cargos e níveis de escolaridades:

Nível Médio: Cuidador Escolar (150), Monitor de Transporte Escolar (50) e Transcritor e Adaptador de Sistema Braille (5).

Nível Superior: Professor nas funções de Atendimento Educacional Especializado (45),

Braille (5), Intérprete de Língua Brasileira de Sinais (20), Língua Brasileira de Sinais (15), Suporte Pedagógico (35), Técnico Municipal nas áreas de Arquitetura (2),

Assistente Social (3), Engenharia Civil (5), Fonoaudiologia (5), Nutrição (2), Psicologia (3), Revisor de Braille (5), Terapia Ocupacional (5), Professores 1º ao 5º ano (160), Arte (16), Ciências (16), Educação Física (15), Educação Infantil (160), Filosofia (7), Geografia (13), História (13), Língua Inglesa (16), Língua Portuguesa (35) e Matemática (16).

As remunerações variam entre R$ 1.112,09 a R$ 2.661,29, para desempenhar atividades em jornadas semanais de 20h a 40 horas.

Os interessados devem realizar as inscrições no período de 7 a 28 de outubro de 2016, pelo site http://www.cespe.unb.br. As taxas de participação são de R$ 50,00 e R$ 50,00, dependendo do nível de escolaridades.

Os inscritos serão classificados por meio de provas objetivas, discursivas, de desempenho teórico prático e avaliação de títulos. As avaliações estão previstas para o dia 15 de janeiro de 2017.Este Concurso Público terá validade de dois anos, contados a partir da data de publicação do resultado final, podendo ser prorrogado, por igual período.

Publicado em Educação, Prefeitura de São Luis | Deixe um comentário

Ensino médio perde 4 cursos obrigatórios e terá 5 especializações

Resultado de imagem para alunos na escola estudando

Português e matemática serão os dois únicos componentes curriculares obrigatórios nos três anos do ensino médio, de acordo com o novo modelo para a etapa anunciado hoje (22) pelo governo. A definição está em medida provisória (MP) assinada pelo presidente Michel Temer. Atualmente, a etapa tem 13 disciplinas obrigatórias para os três anos.

A MP prevê a flexibilização do ensino médio com o objetivo de torná-lo mais atraente para o jovem, segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho. Os componentes curriculares que deverão ser ensinados no período obrigatoriamente serão definidos na Base Nacional Comum Curricular, que começará a ser discutida no próximo mês e deverá ser definida até meados do ano que vem, segundo o Ministério da Educação.

De acordo com a medida provisória, cerca de 1,2 mil horas, metade do tempo total do ensino médio, serão destinadas ao conteúdo obrigatório definido pela Base Nacional. No restante da formação, os alunos poderão escolher seguir cinco trajetórias: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas – modelo usado também na divisão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – e formação técnica e profissional.

“O novo ensino médio tem como pressuposto principal o protagonismo do jovem. Hoje é bastante engessado. Esse modelo caminha na direção da flexibilidade”, disse Mendonça Filho.

Arte e Educação Física

O texto, que modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/1996), determina o fim da obrigatoriedade do ensino de arte e de educação física no ensino médio. As disciplinas serão obrigatórias apenas no ensino infantil e fundamental.

As mudanças passarão a valer 180 dias após a publicação da Base Nacional, ou seja, não modificam o atual currículo. De acordo com o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Rossieli Silva, a intenção é enxugar na lei as obrigatoriedades do ensino médio. “Agora a Base Nacional tem que dizer o que é e o que não é obrigatório nesse um ano e meio. Se eu vou definir ênfases, como eu posso ter todos os conteúdos do mundo? Se eu digo que os 13 conteúdos são obrigatórios?”, questionou.

Segundo Silva, artes e educação física, assim como conteúdos como filosofia e sociologia certamente estarão garantidos na Base Nacional Curricular Comum e poderão voltar a ser obrigatórios.

Idiomas

O inglês passa a ser a língua estrangeira obrigatória que deverá ser ensinada em todas as escolas de ensino médio. Outros idiomas podem ser ensinadas em caráter optativo.

A MP abre a possibilidade que os estados tenham mais autonomia nas decisões referentes a essa etapa da educação básica. Um sistema de ensino poderá, por exemplo, definir um sistema de crédito, no qual um aluno cursa determinados períodos e, caso deixe a escola, possa retomar o curso de onde parou e não tenha, necessariamente, que cursar um ano inteiro.

Também está previsto na MP que os créditos adquiridos pelos alunos nesse caso poderão ser aproveitados no ensino superior, após normatização do Conselho Nacional de Educação (CNE) e homologação pelo MEC. Ao entrar na universidade ou no ensino tecnológico, a trajetória escolar do aluno será considerada e ele não precisará cursar matérias que envolvem conhecimentos e competências que já possui.

Carga horária

A reforma também determina que a carga horária mínima anual da etapa deverá ser progressivamente ampliada para 1,4 mil horas, o que tornará o ensino médio integral, com 7 horas por dia.

A expectativa do MEC é que as primeiras turmas que seguirão a formação de acordo com o Novo Ensino Médio começem em 2018, após a aprovação da Base e da MP pelo Congresso Nacional. Não há prazo para que as redes de ensino se adequem às mudanças, mas o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) trabalha com o cronograma do Plano Nacional de Educação (PNE), que deve ser implementado até 2024.

Ensino técnico

Entre as trajetórias que os estudantes poderão escolher está a formação técnica. Os alunos serão certificados e seus itinerários formativos permitirão a continuidade dos estudos. Essa oportunidade de formação vai ocorrer dentro do programa regular, sem a necessidade de o aluno estar cursando o período integral. No ensino técnico, os alunos poderão ser certificados a cada etapa que cumprirem, recebendo uma certificação das competências adquiridas até ali.

As aulas técnicas poderão ser ministradas por profissionais com notório saber – ou seja, sem formação acadêmica específica na área que leciona -, reconhecido pelos respectivos sistemas de ensino para ministrar conteúdos afins à sua formação. “Isso não vale para os demais conteúdos, se eu tenho o ensino de filosofia, eu vou continuar tendo que ter um professor formado em filosofia, isso não muda. Vale apenas para o ensino técnico”, explicou o secretário de Educação Básica.

Resultados

A reforma do ensino médio passou a ser priorizada pelo governo depois que o Brasil não conseguiu,  por dois anos consecutivos, cumprir as metas estabelecidas para essa etapa da formação. Dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que mede a qualidade do ensino no país, mostram que o ensino médio é o que está em pior situação quando comparado às séries iniciais e finais da educação fundamental: a meta para 2015 era nota 4,3, mas o índice ficou em 3,7.

Atualmente, o ensino médio tem 8 milhões de alunos, número que inclui estudantes das escolas públicas e privadas. Segundo o Ministério da Educação, enquanto a taxa de abandono do ensino fundamental foi de 1,9%, a do médio chegou a 6,8%. Já a reprovação no nível fundamental é de 8,2%, frente a 11,5% no ensino médio.

Publicado em Educação, Sem categoria | Deixe um comentário

Literatura e artes maranhenses em Feira Cultural do Shopping da Ilha

1ª FLAEMA – Feira do Livro do Autor e Editor Maranhense  será aberta dia 20 de maio em um espaço que pretende resgatar o trabalho de autores e editoras maranhenses, bem como artistas de outras áreas com o intuito de popularizar e incentivar a produção cultural no estado é o que se propõe a Feira do Livro do Autor e Editor Maranhense (Flaema), que será realizada nas dependências do Shopping da Ilha (Maranhão Novo) entre os dias 20 e 29 de maio,participarão do evento escritores e artistas residentes no Maranhão e/ou natural do estado, aqueles que, independentemente de sua nacionalidade tenham publicado sua obra por uma editora maranhense.A feira do livro tem como patrono o escritor Josué Montello.

 

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Deputados criticam o juiz Sergio Moro

Agência Assembleia.

Os deputados Othelino Neto (PCdoB), Zé Inácio (PT), Rafael Leitoa (PDT), Raimundo Cutrim (PCdoB) e Francisco Primo (PT) criticaram, na sessão desta quinta-feira (17), o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, por ter retirado o sigilo de gravações telefônicas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Othelino Neto, vice-presidente da Assembleia Legislativa, criticou o juiz Sergio Moro por ter determinado a condução coercitiva do ex-presidente Lula, e disse que o juiz chegou ao limite de expor nacionalmente uma fala do ex-presidente Lula com a presidente da República, Dilma Rousseff.

“Isto não fere a Presidente, isto não fere o PT, isto fere a instituição da Presidência da República, que é preciso ser preservada, é preciso ser respeitada. E o que o juiz fez ontem, já não sendo mais o caso de competência dele, foi uma agressão que mais pareceu uma ação política, do que uma ação de um magistrado”, assinalou Othelino.

O deputado Raimundo Cutrim criticou o juiz Sérgio Moro, afirmando que o magistrado criou um problema de instabilidade muito grande para o País. “O juiz Moro está fazendo um excelente trabalho de investigação, juntamente com o Ministério Público e a Polícia Federal e estamos todos acompanhando e torcendo para que se esclareçam todos esses fatos. Agora o que foi feito agora foi gravíssimo, divulgar a fala da Presidente Dilma, e aqui estamos falando da Presidente, da representante do país e ele está criando uma instabilidade política muito grande para o Brasil”, declarou Raimundo Cutrim.

A deputada Francisca Primo concordou com as declarações do deputado Raimundo Cutrim e frisou que foi “um absurdo a divulgação da fala da Presidente com o ex-presidente Lula. Eu acho que nós estamos muito vulneráveis nesse momento. E eu acho que tem que ser tomada alguma providência”.

No mesmo tom, o deputado Rafael Leitoa afirmou que o juiz Sérgio Moro extrapolou todos os limites legais e constitucionais, ao divulgar o teor da gravação telefônica do ex-presidente Lula e da presidente Dilma. “Não podemos assistir à destituição da Constituição Federal que custou o sangue de muitos brasileiros. Vamos respeitar as Instituições Democráticas de Direito, vamos respeitar o Estado Democrático de Direito. Nós não podemos permitir que atitudes como essas insuflem ainda mais as massas nas ruas, que muitas vezes são feitas de massas de manobras”, enfatizou Rafael Leitoa.

O deputado Zé Inácio, por sua vez, disse que a crise política nacional chegou a um limite. “Chegou a um limite não só de aceitação do absurdo cometido por ato de um juiz que tem que cumprir a Lei, mas porque estamos à beira de sepultar a nossa Constituição Federal, o Estado Democrático de Direito, o reconhecimento às nossas instituições, porque agora entramos no vale tudo. E o vale tudo prevalece quando há um total desrespeito às Leis”.

Em seu discurso, Zé Inácio frisou que, não só como deputado, não só como advogado, mas também como cidadão, sente-se no dever de clamar para que a Ordem dos Advogados do Brasil tome uma providência em defesa do Estado Democrático de Direito.  “Que a Ordem dos Advogados Seccional do Maranhão também venha a público se manifestar em defesa da legalidade, em defesa do Estado Democrático de Direito, porque somos todos nós cidadãos que, com esse ato arbitrário do juiz Sérgio Moro, estamos com as nossas garantias constitucionais em xeque”, assinalou Zé Inácio.

Publicado em política | Deixe um comentário

Abertas as inscrições para o IX Encontro Maranhense de História da Educação

Estão abertas as inscrições para a nona edição do Encontro Maranhense de História da Educação (EMHE), uma realização do Núcleo de Estudos e Documentação em História da Educação e das Práticas Leitoras em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Maranhão.

O IX Encontro Maranhense de História da Educação acontece entre os dias 10 e 13 de maio de 2016, com o tema “Leitura, alfabetização e letramento na História da Educação”. no cronograma, a submissão de trabalhos segue até o dia 23 de fevereiro. O EMHE terá três mesas-redondas, três conferências e apresentação de trabalhos na forma de comunicação oral e pôsteres.

O EMHE tem contribuído para ampliar o debate brasileiro e maranhense, em particular, sobre a História da Educação e, de forma mais específica, a melhoria dos estudos e as pesquisas nesse campo de conhecimento, em nível de pós-graduação e graduação no âmbito da UFMA.

Além da reflexão sobre a leitura, a nona edição busca fortalecer na região Nordeste e, em especial, no Maranhão, os estudos e as pesquisas em História da Educação e possibilitar a troca de experiência entre pesquisadores maranhenses e de outras localidades do Brasil e do mundo.

Eixos Temáticos:

Gênero, Etnia e infância na História da Educação;

– Impressos, processos de leitura e escrita na História da Educação;

– Métodos de ensino e formação de professores na História da Educação;

– Pesquisa, Ensino e Fontes na História da Educação;

– Instituições educacionais e Políticas Educacionais;

– Cultura material escolar e disciplinas escolares na História da Educação.

Publicado em Educação, História da Educação, Sem categoria | Marcado com | Deixe um comentário

Servidores públicos terão até 20% de desconto em mais de 20 mil imóveis durante Feirão

Apoio para negociação, condições especiais de financiamento e pagamento, descontos em taxas e impostos que vão diminuir em até 20% o preço de mais de 20 mil imóveis. Com essas condições, mais de 50 mil funcionários públicos são esperados no 1° Feirão Imobiliário do Servidor Público, que acontece neste sábado (12) e domingo (13), no Multicenter Sebrae, em São Luís.Realizado pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Indústria e Comércio (Seinc) e Gestão e Previdência (Segep) o Feirão conta com a parceria das prefeituras de São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Imperatriz, Caxias e Balsas; Sindicato da Indústria da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA), Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Bradesco, Corregedoria de Justiça do Maranhão e os cartórios dos municípios localizados na Ilha de São Luís.

De acordo com a secretária titular da Secid, Flávia Alexandrina Moreira, o evento surgiu da necessidade dos servidores e das oportunidades observadas do mercado. “O Feirão é parte do programa ‘Minha Casa, Meu Maranhão’ que existe para diminuir o déficit habitacional em nosso estado. Já no lançamento percebemos que a casa própria era umas das maiores necessidades dos nossos servidores, e, de outro lado, havia muitos imóveis em estoque e um mercado desaquecido”, explicou a secretária.

Ainda segundo a secretária, graças às parcerias, as condições para a compra serão ainda melhores. “Conseguimos juntar muitos parceiros públicos e privados e quem for ao local poderá fazer diferentes simulações, escolher imóveis e condições e ter descontos em taxas e imposto como o ITBI”, explicou.

Para aumentar as possibilidades de compra, as condições e descontos praticados durante o Feirão serão estendidos durante seis meses e haverá imóveis disponíveis também nas cidades de Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Imperatriz, Caxias, Balsas e Barreirinhas.

Além de levar documentos de identificação pessoal e de comprovação de renda, para entrada no feirão, será necessário levar um pacote de leite, que será doado para a casa Sonho de Criança, localizada no bairro da Fé em Deus, que trabalha com crianças e adultos portadores do vírus HIV.

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Cientistas americanos visitam Recife para conhecer casos de microcefalia

Pesquisadores do Centro de Controle de Doenças (CDC, do inglês Centers for Disease Control and Prevention), dos Estados Unidos, estão no Recife conhecendo o quadro de microcefalia em Pernambuco, nesta terça-feira (1º). Em reunião, a Secretaria de Saúde de Pernambuco apresentou aos americanos os detalhes do trabalho que vem sendo desenvolvido no estado para conter o avanço dos casos da má-formação.

Os cientistas estão sendo acompanhados por integrantes da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e do Ministério da Saúde. A entidade internacional vem sendo informada sobre o andamento das pesquisas dos casos de microcefalia e também do zika vírus no país. Na reunião com os representantes da Secretaria de Saúde, foram apresentados os dados epidemiológicos da microcefalia no estado.

Nos próximos dias, os pesquisadores vão conhecer alguns dos serviços de referência para microcefalia em Pernambuco, e irão se inteirar de todo o processo que vem sendo desenvolvido no estado. A ideia é que tomem ciência de tudo que vem sendo feito pelos especialistas locais, do diagnóstico ao tratamento, passando também pelas investigações para identificação dos motivos do aumento dos casos.

Pernambuco é o estado com mais casos de microcefalia no país, com 646 notificações, o que representa mais da metade de todos os casos registrados no Brasil. De acordo com Secretaria estadual de Saúde, 211 destes casos já atendem aos critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS). A definição de como vai funcionar o trabalho em conjunto sobre a microcefalia e o zika vírus deve ocorrer em uma reunião, com data ainda não confirmada.

A microcefalia é uma malformação congênita em que o cérebro do feto não se desenvolve de maneira adequada. O bebê, quando nasce, apresenta um perímetro cefálico menor do que os 33 centímetros considerados normais. Além de trazer risco de morte, a condição pode ter sequelas graves para os bebês que sobrevivem, como dificuldades psicomotoras (no andar e no falar) e cognitivas (como retardo mental).

Casos confirmados por estados:

Pernambuco: 646,Paraíba (248), Rio Grande do Norte (79), Sergipe (77), Alagoas (59), Bahia (37), Piauí (36), Ceará (25), Rio de Janeiro (13), Maranhão (12), Tocantins (12), Goiás (2), Distrito Federal (1) e Mato Grosso do Sul (1). Dados confirmados pelo  Ministério da Saúde no último sábado

 Microcefalia

Publicado em saúde | Marcado com | Deixe um comentário

CPF passa a ser emitido junto com a certidão de nascimento

Em ação inédita no país, foi lançado hoje (1º) em São Paulo um novo serviço ao cidadão que permitirá a emissão do Cadastro de Pessoa Física (CPF) no momento em que é feito o registro da certidão de nascimento. Por meio de convênio entre a Receita Federal e a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen-SP), os cartórios vão informar os dados do recém-nascido ou da pessoa a ser registrada pelo sistema online e, imediatamente, o número do CPF será repassado e impresso na certidão sem nenhum custo.

De acordo com Marcelo Barreto, superintendente substituto da Receita Federal em São Paulo, a medida será estendida agora à tarde ao Rio de Janeiro e amanhã (2) a todo o país. Ele lembrou que, atualmente, para ter acesso ao CPF os interessados têm de procurar um dos postos da rede conveniada (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e agências dos Correios) e pagar a taxa de R$ 7,00. A partir de agora, o serviço passa a ser gratuito, “eliminando discrepâncias e facilitando a vida do cidadão”, disse Barreto.

A medida, conforme o superintendente, é uma demanda antiga da sociedade e, por meio dela, a Receita poderá fazer um cruzamento da base de dados de forma segura, evitando eventuais tentativas de fraudes. “Todos saem ganhando com isso”, afirmou Barreto. Ele informou que, anualmente, são expedidos em São Paulo em torno de 500 mil CPFs.

De acordo com ele, o governo pretende lançar no primeiro semestre do próximo ano a mesma sistemática para o caso de adolescentes que vão tirar o primeiro documento de identificação, o Registro Geral (RG), que é emitido pelas secretarias de Segurança Pública.

A diretora da Arpen, Monete Hipolito Serra, que é registradora civil do Distrito de Jaraguá, na zona noroeste de São Paulo, informou que o novo serviço não causará qualquer impacto na rotina dos 836 cartórios do estado e que os cidadãos continuarão a receber o documento na hora da solicitação.

“Essa medida vai agilizar a emissão para quem pretende, por exemplo, abrir um plano de previdência para o filho que acabou de nascer, em casos de doação de imóvel e inscrições em programas sociais ou ainda no acesso a remédios que são distribuídos de graça na área de saúde”, acrescentou.

FonteAgência Brasil

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Audiência pública discute melhoria dos serviços das operadoras de telefonia

telefone

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e das Minorias realizou, na manhã desta quarta-feira (25), audiência pública para avaliar o cumprimento do TAC – Termo de Ajustamento de Conduta -, que prevê melhorias nos serviços prestados ao consumidor pelas empresas de telefonia estabelecidas no Estado do Maranhão.

O TAC foi celebrado em março de 2014, por ocasião do encerramento dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito criada para investigar irregularidades cometidas pelas empresas de telefonia fixa e móvel no Estado do Maranhão (CPI da Telefonia).

Ao abrir a audiência pública, o presidente da Comissão de Direitos Humanos, deputado Zé Inácio (PT), afirmou que a assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta representou um avanço para o serviço de telefonia, que é um dos mais reclamados pelos consumidores maranhenses.

“Esta nossa audiência pública objetiva sobretudo uma análise e avaliação do cumprimento das 15 clausulas previstas no TAC fruto da CPI que realizamos aqui nesta Casa, justamente com o propósito de assegurar melhorias no serviço prestado ao consumidor e garantias de mais investimentos para o setor em nosso Estado”, afirmou Zé Inácio.

A audiência pública contou também com a presença dos deputados Júnior Verde (PRB) e Sousa Neto (PTN) e com a participação de representantes das quatro operadoras que atuam no Estado – Tim, Claro, Oi e Vivo – e do presidente do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor, Duarte Júnior, que fez uma explanação sobre os serviços de fiscalização realizados pelo Procon-MA.

Duarte Júnior lembrou que o Procon do Maranhão ingressou no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, com uma ação civil contra as operadoras de telefonia Oi, Tim, Vivo e Claro. Em março, o Procon conseguiu uma medida liminar para combater o bloqueio de internet por parte das empresas de telefonia.

O deputado Zé Inácio frisou que, entre as cláusulas do TAC, merecem ser destacados os investimentos que deverão ser feitos para melhorar o serviço. Ele disse ainda que a fiscalização da qualidade dos serviços prestados não se exauriu com a assinatura do TAC. Ele lembrou que, em caso de descumprimento do que foi estabelecido no TAC, será aplicada a operadora infratora multa diária no valor de mil reais limitado a 180 dias.

Em sua palestra, o presidente do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor, Duarte Júnior, declarou que o Procon-MA é um órgão que não se preocupa apenas em aplicar sanções, e sim em assegurar a melhoria da prestação de serviços à população.

Duarte Júnior frisou que o Procon-MA foi o primeiro órgão do Brasil em defesa do consumidor que conseguiu concessão de liminar em ação civil pública impedindo o bloqueio de internet por parte das empresas de telefonia. Durante Júnior defende que os contratos anteriores às mudanças realizadas pelas operadoras de telefonia continuem utilizando o serviço de internet nos termos anteriormente acordados com o cliente, ou seja, sem o cancelamento do serviço após o fim da franquia.

“Não há justificativa jurídica plausível para esse bloqueio. O objetivo é impedir tal prática não só no estado do Maranhão, mas em todo o território nacional, haja vista que a tentativa das operadoras de suspender as ações coletivas impetradas pelos Procon configura um verdadeiro retrocesso jurídico e uma afronta ao direito básico do consumidor”, frisou Duarte Júnior.

Segundo ele, o Superior Tribunal de Justiça irá ouvir o posicionamento das empresas de telefonia, entidades de defesa dos direitos do consumidor dos estados e a Anatel para definir a ação que será tomada em todos os processos que tratam sobre o bloqueio do acesso à internet após o fim da franquia de dados, com o propósito de uniformizar o entendimento em todo o país.

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Dívidas serão renegociadas por clientes e empresas em balcão de conciliação

Empresa Fak fechando negócio com seu parceiro
Consumidores em situação de inadimplência que desejam negociar seus débitos com maior facilidade poderão participar do Balcão de Negociação de Dívidas – serviço idealizado pelo Núcleo de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) para ampliar as oportunidades de conciliação entre empresas e clientes dos mais diversos segmentos do mercado.

A primeira rodada de negociação está prevista para acontecer no período de 30 de novembro a 04 de dezembro, no Sebrae, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana (Cohafuma). As empresas participantes irão disponibilizar stands no local, para receber o público, identificar suas dívidas e oferecer condições de pagamento.

A ação integra o programa Consumidor Adimplente – Cidadão com Plenos Direitos, apresentado pelo presidente do Núcleo de Conciliação (Nupemec/TJMA), desembargador José Luiz Almeida, e o coordenador, juiz Alexandre Abreu, a representantes de diversas empresas e instituições parceiras do Judiciário, durante reunião realizada no início do mês, no Fórum de São Luís.
O juiz Alexandre Abreu explica que o objetivo geral do programa é difundir a cultura da negociação direta como mecanismo para evitar o superendividamento – tema discutido no Congresso Nacional, com a finalidade de prevenir o endividamento excessivo da pessoa natural, estimulando o crédito responsável e a educação financeira do consumidor.
“A ideia é assegurar ao cidadão a oportunidade de saldar seus débitos de acordo com sua capacidade de pagamento, resgatando, assim, a condição de consumidor sem restrições, o que possibilitará seu retorno ao mercado de consumo. Para isso, contamos com o apoio das empresas em oferecer boas propostas, durante o evento”, explica.
O juiz destaca que o projeto sugere claramente a conciliação como a melhor via para permitir a repactuação de dívidas que, por sua vez, visa à negociação de acordo com a capacidade de pagamento do cidadão em situação de inadimplência.As empresas interessadas em participar do Balcão de Negociação de Dívidas devem enviar e-mail para: conciliar@tjma.jus.br. Outras informações sobre o projeto podem ser repassadas pelo Telejudiciário (0800-7071581).
Publicado em Economia, Sem categoria | Marcado com | Deixe um comentário